05/01/2009

CASTRAÇÃO PRECOCE: NUMEROSAS VANTAGENS


Apesar de existir um número crescente de publicações relativas às consequências de uma esterilização precoce, ainda estamos longe de poder usufruir destas vantagens.
A castração precoce e definitiva de um cachorro ou gatinho sexualmente imaturo consiste em realizar a castração dos machos e ovariectomia (associada ou não à histerectomia), por volta de 4 a 12 semanas.

O RISCO DE TUMOR MAMÁRIO É REDUZIDO?

Numerosos são os estudos que demonstram os efeitos nefastos dos progestagéneos (quer sejam endógenos ou exógenos) sobre o aparecimento dos tumores mamários na cadela. Desde 1969, um estudo demonstrou claramente que as cadelas ovario-histerectomizadas (extracção completa de ambos os ovários e útero) antes do primeiro cio, são nitidamente menos susceptíveis de desenvolver tumores mamários. Esta susceptibilidade aumenta consideravelmente à medida que é retardada a castração. O risco de aparição de tumores mamários é cerca de 200% menos elevado nas cadelas que foram intervencionadas antes do primeiro cio em relação àquelas que nunca foram intervencionadas. Se a castração é feita após o primeiro cio, a redução do risco é de apenas 12.5 vezes, e cai para menos de 3.8 vezes, quando a intervenção é realizada após o quarto ciclo ou posterior à idade de 2.5 anos.
Em média, uma cadela não castrada, desenvolveu um tumor mamário 3 a 7 vezes mais frequente que uma cadela castrada. Para além de que o risco de ocorrências de afecções ováricas ou uterinas, em particular as piómetras, ficarem definitivamente resolvidas pela ovario-histerectomia.

E NA GATA?

Na gata, os tumores mamários são frequentemente encontrados (3º no ranking de tumores), apresentam um carácter de malignidade muito elevada (90%) e são muitas vezes diagnosticados tardiamente (já com metástases instaladas). A vantagem da castração precoce na gata é menos nítida que na cadela, já que quando a ovario-histerectomia não é efectuada, risco de aparição de tumores mamários é de apenas 7 vezes superior.

OS RISCOS ANESTÉSICOS SÃO MAIS ELEVADOS NUM CACHORRO OU GATINHO?

O risco anestésico é mínimo se forem tomadas as precauções usuais. Por sua vez, a castração precoce favorece a visualização dos órgãos, pela ausência de gordura o que reduz significativamente o tempo de intervenção e recuperação pós-anestésica.

QUAIS OS EFEITOS SOBRE O CRESCIMENTO?

Mesmo que não sejam indispensáveis, a testosterona e os estrogéneos desempenham um papel no crescimento, manutenção e envelhecimento do esqueleto. Um défice destas hormonas provoca um atraso no fechamento das cartilagens de crescimento, de cerca de 9 semanas no cão e o gato. Traduz-se por um aumento significativo do comprimento ósseo (teremos um animal maior, comparativamente a um animal não castrado).
O desenvolvimento muscular é androgeno-dependente no gato macho e a castração induz, sistematicamente a perda de massa muscular ligada ao sexo no gato púbere, seja qual for a idade à qual a intervenção ocorreu.

Após esta abordagem mais técnica, seguem-se então os conselhos que na prática clínica, a Bandarravet propõe:

  1. Sempre, que requerida, a castração deverá ser feita quanto mais cedo for possível, sempre após o esquema vacinal preconizado e antes do 1º cio.
  2. Ponderar, SEMPRE, se pretendem, de futuro, obter ninhadas, pois tratando-se de uma intervenção cirúrgica, o processo reprodutivo fica irreversível.
  3. Privilegiar SEMPRE, a castração cirúrgica em relação aos tratamentos anticoncepcionais utilizados no mercado, no intuito de evitar os efeitos secundários destes (piómetras, diabetes, e tumores relacionados ao uso de progestagéneos).
  4. Castrando, são evitados casos de gestações não controladas, para além de prevenir doenças de foro reprodutor.
  5. Não esquecer, um factor, não menos importante, a longevidade acrescida do animal.
Em complemento deste post, poderá ser encontrada a descrição técnica mais detalhada em relação à castração dos cães, no site da Bandarravet (clique aqui).

Em caso de dúvidas, consulte o seu médico veterinário.

24 comentários:

Joel Pinto disse...

Olá Paula...

Lembro-me perfeitamente quando castraste o gato da minha irmã. Achei aquela pequena cirurgia deveras impressionante, mas eu também me impressiono com pouco não é?
O que gostei mais, foi ver o pobre coitado, depois de ser anestesiado, a cambalear de um lado para o outro, como se estivesse perdido de bêbado hihihi
E mesmo depois a dormir, ele ainda esticou uma pernita quando lhe cortaste os "coisos"...
Animal sofre mesmo...
Agora, está gordo que nem um texugo e sempre a miar a pedir comida.

Ah... sabes como é que os antigos castravam as cadelas? Diluiam em leite 1 ou 2 grãos de chumbo; daqueles das espingardas e davam-lhes a beber. Diziam que era tiro e queda. Imagino as pobres coitadas: o sistema reprodutor delas devia apodrecer em três tempos.

Jinho...

Ana Cristina disse...

Maria Paula, obrigada soube disto tudo há cerca de 2 semanas. Pelas piores razões, a minha companheira Bruxilda, vai-me deixar em breve.
Beijo

Maria Paula Ribeiro disse...

Bom dia Joel,

O Chico?, já lá vão uns belos anos! E como tu não caíste para o lado....;)

Esticar a perna é reflexo de dor somática, prefiro que o façam que não o fazerem, lol

Obesidade? Dieta!

Em relação à receita "galénica",nem comento...

Beijo

Maria Paula Ribeiro disse...

Ana Cristina,

Só posso lamentar. Naquilo que puder ajudar...
Beijinho

Ana Cavaca disse...

Olá bom dia,
Se não se quiserem ninhadas vale mais castrar. Se as pessoas tomassem consciência disto não se veria animias bébes abandonados...pois isto sim é que é uma verdadeira crueldade...
Bjs

Maria Paula Ribeiro disse...

Ana Cavaca

É por isso que os países nórdicos são os que têm maior índice de castrações, ficando a reprodução praticamente a cargo dos criadores.

Mas vamos no bom caminho. Têm sido uma grande fatia de cirurgias que temos feito, resultado de que há uma maior consciência. ;)

Beijinho

susana lourenço disse...

Bom dia,

Para quem não quer ninhadas o melhor é mesmo castrar, apesar dos riscos durante a cirurgia e anestesia as vantagens para o animal são numerosas reduzindo assim os animais abandonados.
Ainda existe o "tabu" da castração mas vamos no bom caminho...

Até já.

Maria Paula Ribeiro disse...

Susy,

E continuaremos o nosso caminho...
;) Até já

Lucy disse...

Olá Maria Paula! (quase que lá ia o Ana outra vez!!!)

Espero que tenhas passado umas boas festas e que este novo ano seja fértil (salvo seja nos animais domésticos) em trabalho de prevenção da saúde.

A minha Zizi, a única que sobrou das ninhadas dos 'doze' irá ser castrada ainda esta semana, já com 7 meses.

É muito bom passar por aqui e sabermos desta 'coisas' todas. Acho que blogs destes fazem muito bem ao leitor. Parabéns!

Um abraço e até logo.
Lucy

Maria Paula Ribeiro disse...

Boa noite Lucy,

;) É também meu dever profissional informar sobre saúde pública.
Boa sorte para a "Zizi", 7 meses deverá ser antes do 1º cio, boa!
Obrigado pelo teu apoio.

Um beijo

António Rosa disse...

Maria Paula

A minha velhinha Maria também se está a preparar para ir. Somos todos idosos cá em casa.

Maria Paula Ribeiro disse...

Boa noite António,

Regra geral, quando acolhemos um animal em casa, sabemos à partida que o tempo de vida dele é inferior ao nosso, por isso também devemos estar preparados para isso, por muito que isso doa.

Proporcionar um tempo de vida em plenitude e saúde, é isso que exigimos.

E poderão partir, tranquilos, tal como deve ficar a nossa consciência.

Já vi partir muitos dos meus cá em casa.

Abraço

adelaide figueiredo disse...

Olá Paula

Mais uma lição para todos nós irmos aprendendo.
Acho que devemos castrar os animais para não haver tantos abandonos. Para aqueles que estão em casa e que não têm possibilidade de acasalamento também é muito útil pois tornar-se-ão mais dóceis e não tão nervosos por não terem parceiro.

Mas destas coisas dos animais sabes tu minha amiga. Vai-nos ensinando que eu gosto de aprender.

Beijinhos

Adelaide Figueiredo

Maria Paula Ribeiro disse...

Bom dia Adelaide,

É verdade e bem verdade. ;)
Continuarei assim, sempre que puder, a informar.
Obrigado

Beijinhos

António Rosa disse...

Um feliz Dia do Astrólogo. kiss

Maria Paula Ribeiro disse...

;) Obrigado António,

Vim da tua casa; lindo texto. ;) Igual a ti próprio! Ainda bem que não me lembro bem de Pluto na 8 :=)
Mas vou lembra-me de cada dia dele na 10!

Kiss

neo disse...

Maria Paula, Bom dia, Bom ano sempre.
Este problema que trazes hoje afecta-me os sentidos. Afecta-me como amimal. Afecta-me como amante do amor e de tudo o que ele proporciona de bom, como a actividade sexual em amor. E por isso discordo de todas as opiniões que te subscreveram o post, ainda que as respeite, sobre a castração e os motivos porque a aceitam como medida profiláctica contra o abandono. O que se nos exige à consciência é lutar contra o abandono insensivel e procurar amenizar os efectivamente abandonados.
Imagino a frustração de um animal castrado por não conhecer os prazeres que lhe são intrínsecos genéticamente, de se deleitarem em sexo.
Já tive cão,já tive gato que se realizaram como amantes e agora tenho uma gata. O que me dói vê-la, sentir o que deve sofrer por nunca ter vivido o prazer do sexo. Morrer virgem, dolorosamente virgem.
Não que a impeça, abro-lhe a janela, a porta da rua, mas ela foge estranhamente dos gatos, mira-os de longe e assanha-se a qualquer aproximação.Os que conseguem cheirá-la, rejeitam-na afrontosamente, será por ser virgem à demasiado tempo?...
E a pilula? Não é uma solução cientificamente aceite e reguladora da proliferação anárquica? Durante anos dei a pilula a uma gata vadia, sem a impedir de ter amores. Ou duvidas que os animais também amam?...Obrigado por trazeres esta conversa, esta reflexão sobre o anor .
Beijinhos

Maria Paula Ribeiro disse...

Neo, amigo

Ainda bem que discordas. Dá aso a que se tenham conversas... ;)

A tua visão é "zooantropormófica", transpõe os teus sentido àqueles que não são iguais a ti.
É corrente isso, em nós humanos. Contudo não te sei responder ao valor que os animais têm de "amor"

Uma certeza, um cão só é sexualmente estimulado se estiver na presença de uma cadela em cio. Se esta não estiver presente, não o é.

O valor de "amor", como tu o sabes melhor do que eu, tem variadíssimas vertentes, não só de carisma sexual, e um animal pode "amar", o seu semelhante, ou dono de outra forma, que nós humanos não conseguimos "catalogar".

Aqui em veterinária, existem inúmeras vantagens na castração precoce, sem no entanto,deixar o animal infeliz, ou sedento de um desejo que nunca veio a manifestar...

Se daqui por muitos anos,todos tivermos consciência de que podemos convenientemente ter animais inteiros, melhor...
No entanto, existe diversas patologias, onde a castração é terapêutica indiscutível.:-)

Beijinhos

Fada Moranga disse...

Eu tenho a dizer que gosto muito de te ver operar! :-)
Quanto ao tema Castracao - acho muito bem que haja planeamento familiar e saudinha.
Bem hajas!

Maria Paula Ribeiro disse...

Fada,

Já tinhas saudades tuas. :=)

Gostas de ver operar? :-) Se não caíres para o lado, um dia deixo-te assistir. lol
Sabes que tenho uma amiga que assim que viu a 1ª foto, saiu logo do blogue, lol

E se caíres, podes ter a certeza que não te vou apanhar!

Feliz pela tua visita amiga.
Beijo grande, serrano e gélido (-6ºC a esta hora)

neo disse...

Maria Paula,amiga, não sou muito de citações, mas esta, porque ilustra o que na verdade a minha observação da vida, no seu conjunto, me tem determinado a apreensão do estilo de vida e comunicação de outros animais que observo,não resisto a transcrevê-la: "O Homo sapiens sapiens é apenas mais uma espécie animal única. Nada há nele de tão singular - como afirma a Antropologia - que não possa ser analisado biologicamente como qualquer outra espécie", considera Robert Foley (Anotizer Unique Species, traduzido pela Edusp, 1993). A veia mestra do livro de Foley registra que "ou o homem não foi feito especialmente à imagem e semelhança de Deus ou os outros animais (e toda a matéria viva) também o foram. Ao contrário de uma espécie singular e superior, o homem é na verdade apenas mais uma espécie ... Ou seja, Charles Darwin continua imbatível".
A minha visão Zooantropomórfica, resulta de tentar perceber, o nosso próprio comportamento perante nós próprios e os outros. E não penso que saiba mais de amor do que tu,minha amiga. Sinto o amor e carinho com que falas dos animais com quem convives e tenho de ti a ideia que és uma amante da vida e do amor, e de quem saiba amar-te na essência de ti.
Eu penso que há casos de amor entre os animais muito parecidos com os nossos, quer nas ligações de afectos adultos inter-sexuais, quer na amizade, quer na maternidade, e por fim na dedicação a quem com eles convive, diria mesmo que há uma empatia, que os olhos do animal ao fixarem os nossos olhos, interpretam e pressentem as nossas intenções.
E os cães que tentam copular com outros cães? são estimulados de quê, por quem? e quando o fazem nas nossas pernas? ou num gato que os tolera como amigo?
Gostava que partilhasses os teus conhecimentos destas vertentes comportamentais, onde és mestra, eu apenas questiono para aprender.
E não questiono a castração por indicação terapêutica.
Beijinhos

Maria Paula Ribeiro disse...

Bom dia Neo!

:-) belo texto...muito obrigado.

Que o homem seja mais uma espécie, concordo. Semelhança à Deus...muito tempo a opinar sobre... ;)

Não te esqueças que os cães são exímios no faro. Por isso mais susceptíveis a cheiro hormonal, nosso e de outros animais que possamos estar em contacto.
Não esquecendo, como disse no post de hoje, que os animais mimetizem comportamentos de outros animais.

E... alterações internas, hormonais que possam ter.

Napoleão, no final da sua vida, teve crescimento mamário, feminização da voz e alteração de comportamento, fruto e distúrbio hormonal....

Caso para dizer que as hormonas...são tramadas!:-)

Beijinho grande

ARI LOPES disse...

Parabéns pelo Blog.
Excelente postagem.
Convido vocês a ingressarem na REDEBICHOS e a nos ajudar a levar esclarecimentos aos protetores e amigos dos animais.

http://redebichos.ning.com

Ari ( criador da REDEBICHOS)

Anónimo disse...

There two processes for the automobile which made prior
to 1996 and after 1996. It almost defeats the purpose of obtaining online.


Also visit my blog auto scanners

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...